Um Pouco Menos De Conversa (A little less conversation)

Eu ia falar sobre essas musiquinhas irritantes de natal, aquelas que começam a tocar no dia primeiro de Novembro e só terminam de tocar incessantemente no dia 06 de Janeiro do outro ano... Enfim, mas como disse no início (EU IA), porém as coisas por aqui andam muitooooo barulhentas para escutar essas musiquinhas... Final de semana muito turbinado de novidades, primeiro que fui quase raptada pro Maranguape e nem precisa dizer que foi ótimo, fazia muito tempo que não ria e que também não via pessoas tão legais do meu tempo de estagiária da Vicunha... E o Sábado não parou por aí, eu e Lala resolvemos dar uma esticadinha até o Bistrô Paris para ouvir o gostoso som (cover) dos Smiths e mais uma vez as surpresas não pararam por aí (em off)... Acordei zerada no outro dia, tomar cervejas alemãs em homenagem à minha amiga Paulinha (que irá embarcar pra lá no final de Novembro) me fez muito bem, além das outras companhias e conversas interessantes... Acordei tão bem que fui trabalhar no Domingo pensando que estava voltando da folga, enquanto era meu último dia na escala (tem coisa melhor?), à noite viajamos pra casa dos nossos pais para curtir a Segundona (que foi minha folga-oficialmente), eu, rafinha (minha irmã) e a minha baby yorkie "Paris", aproveitei pra pegar uma corzinha básica, aderindo ao desafio da minha mãe, pq desde então estava parecendo uma vela! rsrs...
Enfim, sabe aqueles dias que você acorda com excesso de amor próprio? Tenho terminado meus dias com esse mesmo sentimento, o que é muito, mas muito, muito mesmo, muitissimo bom!
Agora posso dizer, se melhorar ficará melhor ainda! rs....Disse até isso no Sábado a noite no Bistrô, nada conseguiria estragar minha noite, nada mesmo, tanto que estava mais que certa!
Portanto, "Um pouco menos de conversa, um pouco mais de ação", ouçam "A little less conversation (Versão remixada da música do Elvis), a little more action please... A little less fight and a little more spark"
Muito bom!
Fim

1 comentários:

Camila, a Inês. disse...

sempre bom saber viver e sorrir e cantar e ouvir..

beijos de sp com o calor de fortaleza.rs